LEIA EM

Baixada Santista

A programação dos servidores em greve em Santos continua. Desde cedo, os manifestantes se reuniram na Praça Mauá, no Centro da cidade, onde haverá a apresentação da peça “Circo da Miséria”, com o palhaço Jeff Vasques. À noite, haverá uma assembleia na Associação Atlética dos Portuários de Santos.

Em assembleia histórica, servidores de Santos decidiram por aclamação manter a greve. Tribunal de Justiça concedeu uma liminar ao Poder Público que determina ao Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserv) que mantenha 80% dos servidores da Cidade no atendimento em creches, Saúde, Educação e Assistência Social. O Sindicato ainda não foi notificado.

A proposta apresentada pela Prefeitura de Santos, considerada um insulto à categoria, foi de abono salarial de 5,35% referente ao índice da inflação, que seria incorporado ao salário apenas em dezembro.

O presidente do Sindserv destacou que a greve continua até quinta-feira, quando a proposta será levada em assembleia para aprovação ou rejeição. A reunião será realizada no Associação Atlética dos Portuários de Santos, às 19 horas.

A suspeita é que os incêndios sejam criminosos. No pátio de veículos, há carcaças de carros apreendidos pela Secretaria de Transportes de São Vicente.

A vítima foi encaminhada para uma unidade de saúde de Cubatão, e depois transferida para um hospital em Santos, onde permanece internada em estado estável.

Os 11 primeiros integrantes do Conselho Municipal de Cultura (Concult), representando diversos segmentos das áreas artísticas da sociedade civil, foram eleitos neste sábado, no Teatro Guarany.

A greve dos servidores municipais de Santos entra no seu oitavo dia útil nesta segunda-feira. A Prefeitura da Cidade continua tratando o movimento dos trabalhadores em alguns setores como uma “adesão inexpressiva”, apesar da adesão ao movimento crescer a cada dia.

A greve dos servidores municipais de Santos prossegue e o estrago na classe política da Cidade está feito. Prefeito, vereadores, deputados estaduais e federais estão chamuscados e desmoralizados diante dos trabalhadores e da população santista. Publicamente, apenas Telma de Souza e Chico do Settaport apoiam o movimento. Os outros 19 vereadores continuam ao lado do prefeito santista e de costas para os servidores.

A munícipe criticou o filho de Valter Suman (PSB), que é muito ativo nas redes sociais. O prefeito se doeu e respondeu: “É muita falta de educação, imbecilidade e estupidez para uma senhora de sua idade! Sua halitose deve ser fétida”.