Home»REGIÃO»Baixada Santista»Municípios da Baixada Santista têm quase um estupro por dia

Municípios da Baixada Santista têm quase um estupro por dia

Informações foram divulgadas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e apontam que já foram 157 casos nos últimos seis meses nos nove municípios da região.

Da Redação*

A região da Baixada Santista contabilizou quase um caso de estupro por dia nos primeiros seis meses de 2017. As estatísticas oficiais foram divulgadas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), e apontam que somente no primeiro semestre, pelo menos 157 pessoas foram vítimas desse crime.

Em 2016, no mesmo período, foram 132 casos – uma alta de 18,93%. Esse tipo de crime foi o que apresentou a maior alta na comparação com o primeiro semestre do ano anterior. Itanhaém e São Vicente são as duas cidades que concentram o maior número de ocorrências do tipo: 31 casos em cada município. Na sequência, está Guarujá, com 28.

De acordo com o comandante da Polícia Militar na região (CPI-6), o coronel Rogério Silva Pedro, um fator determinante dificulta a ação da polícia na prevenção desse tipo de ocorrência: a maior parte dos casos é de estupro de vulnerável e acontece dentro da própria residência da vítima. “Na maior parte ocorrem em uma relação familiar. Pedimos sempre o apoio de professores, de agentes da saúde, para que avisem à polícia sempre que verificarem uma mudança de comportamento da criança”.

Furto de veículos

Casos de furto de veículos totalizaram 2.015 ocorrências, contra 1.921 no primeiro semestre de 2016, o que representa uma alta de 4,89%. Santos, conforme os dados da SSP, é a cidade preferida desse tipo de ladrão. Somente na cidade, foram 837 ocorrências do tipo. Na sequência da lista aparecem os casos de homicídio, que cresceram 4,2% em comparação com o ano passado. Passaram de 71 registros para 74. São Vicente (16), Praia Grande (15) e Guarujá (11) lideram entre os municípios com maior número de assassinatos.

Já o furto, conforme os dados divulgados pela pasta, foi o crime que apresentou menor alta na comparação com o primeiro semestre de 2016. Nos primeiros seis meses foram registradas 12.851 ocorrências, contra 12.827 no mesmo período, uma diferença de 24 casos (4,20%).

Também tiveram aumento nas ocorrências os casos de roubo, furto de veículos, homicídio e furto. Casos de roubos, por exemplo, tiveram alta de 12,50% em comparação com o primeiro semestre de 2016. Nos primeiros seis meses do ano foram registrados 10.241 ocorrências, contra 9.103 no primeiro semestre de 2016. Entre os municípios que contabilizam o maior número de casos está Praia Grande, que detém pouco mais de 25% de todas os registros da região. Lá, foram contabilizadas 2.588 ocorrências nos distritos policiais.

*Com informações de A Tribuna

Foto: Commons

Comentários

Comentários

Homem é atropelado por VLT em Santos

Próximo

This is the most recent story.