Home»REGIÃO»Baixada Santista»Fiança paga por mulher é mais ‘cara’ do que produtos furtados

Fiança paga por mulher é mais ‘cara’ do que produtos furtados

Caso os itens fossem pagos custariam R$ 147, mas, em contrapartida, a fiança arbitrada foi de R$ 450,00. Caso ocorreu em um hipermercado de São Vicente.

Da Redação*

Devido ao furto de mercadorias de um hipermercado de São Vicente, no litoral e São Paulo, com valor avaliado em R$ 147,00, uma mulher de 36 anos precisou pagar uma fiança de R$ 450,00, para não ser recolhida à cadeia. O furto aconteceu na filial do Carrefour, localizada na Avenida Prefeito José Monteiro, na Vila Valença. De acordo com um fiscal da loja, Tatiane Caroline Ratton Pinho ocultou várias mercadorias dentro de sua bolsa e, ao passar pelo caixa, exibiu outros produtos, não pagando os que havia escondido.

Funcionários do hipermercado foram acionados e abordaram a mulher na parte externa. Dentro da bolsa dela havia dois bombons, um quilo de presunto, dois quilos de muçarela, sete massas de pizzas pequenas, dois pacotes de orégano e três esponjas.Tais produtos, se fossem pagos, totalizariam R$ 147,00. Policiais militares foram acionados, deram voz de prisão à acusada e a conduziram à Delegacia de São Vicente. O delegado Daniel Pereira de Souza autuou Tatiane em flagrante, mas a liberou mediante o pagamento de fiança arbitrada em R$ 450,00 – pouco mais do triplo do valor das mercadorias furtadas.

*Com informações de A Tribuna

Foto: Commons

 

Comentários

Comentários

Programa Guerreiros Sem Armas busca transformação pessoal

Mãe de jovem morta pelo ex está com medo