Home»REGIÃO»Baixada Santista»Vereador tucano vira réu por crime de falsidade ideológica em Santos

Vereador tucano vira réu por crime de falsidade ideológica em Santos

Eleito com número recorde de votos, o Professor Kenny, como é conhecido, foi denunciado pela Procuradoria, depois de investigação em conjunto com a Polícia Federal.

Da Redação*

O vereador que recebeu o maior número de votos na última eleição da Câmara Municipal de Santos, no litoral de São Paulo, está em situação delicada. Kenny Pires Mendes (PSDB) se tornou réu na Justiça Federal por crime de falsidade ideológica. O parlamentar, que ainda não foi notificado oficialmente, também responde no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a um pedido de cassação.

A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) em dezembro de 2016, depois de investigação realizada em conjunto com a Polícia Federal. Segundo o MPF, o Professor Kenny, como é conhecido, utilizou uma certidão de nascimento emitida em Cubatão (SP) para produzir documentos falsos.

A ação da Procuradoria também indica que Kenny não possui nacionalidade brasileira, o que é um condicionante para que um cidadão tenha direitos políticos. Caso seja condenado, as acusações de crime comum poderão resultar de dois até 10 anos de prisão, multa a ser calculada e anulação de documentos.

A representação do MPF foi aceita pelo juízo da 6ª Vara Federal de Santos, em fevereiro deste ano, mas somente no último mês tramitou para citação do vereador, que tem dez dias para se defender. A Justiça entendeu que a denúncia está “acompanhada de peças que demonstram a existência de justa causa para a persecução penal”.

Em paralelo, tramita no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo um pedido de cassação contra Kenny, apresentado pelo advogado Nobel Soares de Oliveira, com base na denúncia apresentada pelo MPF à Justiça Federal. O relator designado foi o juiz Marcus Elidius Michelli de Almeida, mas ainda não está na pauta de julgamento.

Por meio de nota, o tucano disse que ainda não foi notificado. “É a mesma denúncia que já havia sido feita no passado, e que eu havia esclarecido. Acontece que um advogado e ex-candidato a vereador, que perdeu a eleição, decidiu recorrer. Estamos tranquilos que tudo será esclarecido, não posso ser responsabilizado por algo que ocorreu há 40 anos, feito pelo meu falecido pai e orientado pelas autoridades da época”.

*Com informações do G1

Foto: Youtube

Comentários

Comentários

Bandidos são presos ao tentarem assaltar bingo clandestino em Santos

Próximo

This is the most recent story.