Home»REGIÃO»Baixada Santista»MP adia pela 2ª vez o prazo para informar o destino dos cilindros com gases tóxicos

MP adia pela 2ª vez o prazo para informar o destino dos cilindros com gases tóxicos

Problema com material “esquecido” no Porto de Santos segue se arrastando e agora a administração portuária tem até o dia 20 de julho para dar um posicionamento sobre o assunto.

Da Redação*

O problema dos 115 cilindros com gases tóxicos que foram “esquecidos” dentro de um armazém no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, continua se arrastando e sem solução. O Ministério Público deu um novo prazo para a Codesp e a empresa contratada pela estatal apresentar o que será feito com o material. O caso veio à tona em junho e tem gerado grande polêmica, já que o conteúdo dos cilindros oferece risco à população.

O Ministério Público de Guarujá foi acionado pela Prefeitura de Guarujá, que foi informada que a Codesp tinha a intenção de eliminar os gases tóxicos na Base Aérea de Santos. O Conselho de Defesa do Meio Ambiente fez uma audiência e rejeitou a queima ou o armazenamento desses produtos químicos em Santos.

O promotor Osmair Chama Júnior abriu um inquérito civil. Ele exigiu que a Codesp e a empresa contratada pela administração portuária apresentassem outras áreas onde esses cilindros poderiam ser descartados. Dentro deles, há seis tipos de gases tóxicos, inflamáveis e explosivos. De acordo com especialistas, o vazamento de algum desses gases provocaria uma explosão que pode atingir uma área de quase 10 km em torno do armazém onde eles estão guardados, no Porto de Santos.

O prazo inicial era o dia 26 de junho. No entanto, a pedido da empresa contratada, o promotor prorrogou para o 3 de junho. De acordo com o MP, o promotor Osmair Chamma Júnior, de Guarujá, informou que todo o processo foi encaminhado para o Gaema, que instaurou um novo procedimento sob o comando da promotora Almachia Acerbi. Ela deu um novo prazo para a Codesp informar o destino nos cilindros e que vai até o dia 20 de julho.

*Com informações do G1

Foto: Divulgação

Comentários

Comentários

Santista é o único sobrevivente em queda de avião

Mostra fotográfica homenageia as mulheres do samba