Home»REGIÃO»Baixada Santista»Pai morre baleado por PM ao tentar defender o filho em Santos

Pai morre baleado por PM ao tentar defender o filho em Santos

Filho da vítima é suspeito de tráfico de drogas e ambos teriam reagido a abordagem realizada por policial militar.

Da Redação*

Um homem foi morto por um policial militar, dentro da própria casa, ao tentar defender o filho, suspeito de tráfico de drogas, em Santos, no litoral de São Paulo. A corporação abriu um inquérito para investigar o caso. Segundo informações da PM, uma equipe seguia para trabalhar no policiamento de um evento no Morro da Nova Cintra quando, ao passar pela Rua João Eboli, na Vila Mathias, avistou Weslley dos Santos, de 20 anos, junto com outro rapaz.

Ainda de acordo com a polícia, as autoridades os reconheceram – eles já tinham sido denunciados e detidos anteriormente. Assim que viu a viatura, Wesley subiu as escadarias da casa, mas voltou após a ordem dos agentes. Durante revista, foi encontrado um cigarro de maconha com ele. Com o outro rapaz não foi achado nada ilícito. Na sequência, o policial entrou no quintal do imóvel para verificar se algo havia sido jogado ao chão. Nesse momento, ele foi avisado por outro agente que Wesley estava acessando o andar superior da casa escalando a parede, pelo lado de fora. Ele entrou pela janela de um quarto para se esconder.

Na sequência, o policial entrou na casa e passou a bater à porta do quarto. Em dado momento, a porta abriu abruptamente e acertou a cabeça do policial. Wesley saiu do quarto com um pedaço de vidro, enquanto seu pai, Railton Alves dos Santos, de 44 anos, surgiu por trás com uma faca e atacou o agente, o ferindo no braço. O policial reagiu e baleou Railton no abdômen.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionado, mas a vítima morreu no local. No imóvel, foram apreendidas duas porções de maconha e 33 pedras de crack. A ocorrência foi apresentada no Centro de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos, e foi instaurado Inquérito Policial Militar e inquérito pela Polícia Civil, para a apuração dos fatos. Wesley foi preso em flagrante por tráfico de drogas e resistência à prisão.

*Com informações do G-1

Foto: Commons

Comentários

Comentários

Ônibus é incendiado em Santos

Acusados de homicídio são julgados depois de uma década