Home»REGIÃO»Baixada Santista»Santista conta a história do Sepultura em documentário

Santista conta a história do Sepultura em documentário

Luciana Ferraz, produtora do filme, acompanhou a banda em quatro continentes nos últimos sete anos. Pré-estreia será nesta quarta-feira, em Santos.

Da Redação*

A santista Luciana Ferraz verá nas telas a concretização de um sonho. Os 30 anos de história de uma das maiores bandas brasileiras foram recontados em imagens e depoimentos no documentário Sepultura Endurance. Muito aguardado pelos fãs, o filme tem sua pré-estreia nesta quarta-feira (14-6), em Santos, no litoral de São Paulo, cidade natal de Luciana, produtora do documentário. A santista deixou o litoral paulista em busca do sonho de viver do cinema. Ela voltou com visão e bagagem hollywoodiana, para mostrar a história do Sepultura e criar produções com uma nova roupagem.

O filme, que demorou sete anos para ficar pronto, conta a jornada da banda de heavy metal que nasceu em Minais Gerais e ganhou fãs por todo o mundo. Após o sucesso do documentário A Árvore da Música, a produtora Luciana Ferraz e o diretor Otavio Juliano, da Interface Filmes, mergulharam no novo projeto.

“Foram quase sete anos. Demorou porque a Interface Filmes bancou o filme do início ao fim. A falta de patrocínio dificultou muito. Depois, conseguimos um patrocinador, que nos ajudou a finalizar o projeto. Eles (músicos) nos deixaram muito livres para fazer o filme, entenderam qual era a nossa linha, e a gente deu continuidade. A banda nunca palpitou, só foram ver o documentário no ano passado”, conta a produtora.

O diretor Otavio Juliano acompanhou a banda em quatro continentes e captou mais de 800 horas de filmagens para compor o documentário. Ele pôde vivenciar a composição de canções, a vida da banda na estrada e a correria dos shows. Tudo foi gravado e pode ser visto no Sepultura Endurance.

O trabalho também reúne imagens de arquivo inéditas, aborda os conflitos entre os músicos, o processo de criação e gravação, cenas de shows e bastidores das turnês dos últimos álbuns do Sepultura. Além disso, traz entrevistas com Lars Ulrich, da banda Metallica, David Ellefson, do Megadeth, Phil Campbell, do Motörhead, Scott Ian, do Anthrax, Corey Taylor, do Slipknot, entre outros, que falaram da importância da banda para o cenário do estilo musical no mundo.

“Foi uma grande honra. A gente foi desenvolvendo através dos anos, conhecendo a história da banda, as dificuldades. Mostramos no documentário muita coisa dos bastidores, que as pessoas não sabem que acontecem. Teve um crítico que disse que, de todos os documentários sobre heavy metal que ele já viu, esse foi o mais humano. E foi isso que a gente quis fazer”, disse Luciana.

A estreia mundial do documentário aconteceu no dia 21 de maio, em uma sessão especial na cidade de Los Angeles, na Califórnia. No Brasil, a produção ganhará uma exibição especial para fãs de todo o país nesta quarta-feira, e entra em cartaz no circuito comercial no dia 15 de junho.

Em Santos, a produtora Luciana Ferraz e o diretor Otavio Juliano estarão na segunda edição do projeto Cinema Expresso, nesta quarta-feira, às 19 horas, no Roxy Premium Lounge, e também na pré-estreia do filme, às 22h15, no Roxy 4. A produtora volta à cidade natal com uma sensação de realização. Os pais continuam morando em Santos, mas, desde jovem, Luciana buscou outros caminhos para conquistar seus sonhos. Após se formar em Publicidade em Campinas e trabalhar em São Paulo, surgiu o gosto pelo cinema, e ela resolveu morar nos Estados Unidos.

*Com informações do G1

Foto: Divulgação

Comentários

Comentários

Vereadores santistas cobram revitalização do Mercado Municipal

Próximo

This is the most recent story.