Home»REGIÃO»Baixada Santista»Carteiros paralisam atividades em Guarujá

Carteiros paralisam atividades em Guarujá

Movimento grevista acontece porque os funcionários não estão conseguindo trabalhar, principalmente em Vicente de Carvalho, em função de agressões e roubos.

Da Redação*

Aproximadamente 100 carteiros que trabalham em Guarujá e no Distrito de Vicente de Carvalho, no litoral de São Paulo, definiram deflagrar um movimento grevista. Os funcionários do correio reivindicam mais segurança e melhores condições de trabalho. De acordo com o secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Comunicações Postais, Telegráficas, Telemáticas, Franqueadas e Similares da Região do Litoral Centro Sul do Estado de São Paulo (Sintectsantos), Márcio Anselmo Farina, os assaltos e agressões aos trabalhadores se tornaram insuportáveis.

“Estão levando murros, tapas na cara e coronhadas em quase todos os bairros de Vicente de Carvalho e nos mais afastados de Guarujá como, por exemplo, o Perequê. Não há mais como trabalhar. Os profissionais saem somente com a roupa do corpo e sem qualquer objeto de valor”, afirma Farina.

O representante da categoria prossegue: “Vamos parar com o objetivo de chamar a atenção do poder público e da polícia. Até os equipamentos para informar que a entrega foi realizada estão sendo roubados. E mais: quando o carteiro sai da agência após o final do expediente, é seguido por marginais. Ou seja, até a família deles corre perigo”, finaliza Farina, alertando que a Polícia Militar só tem seis viaturas em Vicente de Carvalho.

*Com informações do Diário do Litoral

Foto Commons

Comentários

Comentários

Funcionalismo público de Praia Grande decide suspender greve

Próximo

This is the most recent story.