Home»REGIÃO»Baixada Santista»Exposição no CAIS, em Santos, apresenta as “Ciatas do Samba”

Exposição no CAIS, em Santos, apresenta as “Ciatas do Samba”

“Ciatas de Santos – Mulheres que no samba resistem” é um projeto fotográfico (ensaio e exposição fotográfica) que busca homenagear o centenário do samba, comemorado no biênio de 2016/2017, através da reverencia às importantes personalidades femininas do mundo do samba da cidade de Santos.

Da Redação

A exposição fotográfica “Ciatas de Santos – Mulheres que no samba resistem” homenageia, a partir desta sexta-feira (31), às 19h, no CAIS – Centro de Atividades Integradas de Santos, as importantes personalidades femininas do samba santista. O evento contará com a presença da Roda de Samba da Velha Guarda Guerreiros de Ogum da X-9.

“Ciatas de Santos – Mulheres que no samba resistem”é um projeto fotográfico (ensaio e exposição fotográfica) que busca homenagear o centenário do samba, comemorado no biênio de 2016/2017, através da reverencia às importantes personalidades femininas do mundo do samba da cidade de Santos.

As chamadas “tias” baianas tiveram um papel preponderante no surgimento do samba no Rio de Janeiro. Além de transmissoras da cultura popular trazida da Bahia e sacerdotisas de cultos e ritos de tradição africana, eram grandes quituteiras e festeiras, reunindo em torno de si a comunidade que inundava de música e dança suas celebrações.

A mais famosa de todas foi Tia Ciata, em cuja casa nasceu o samba. Foi em 1916 que, reunidos na casa da Tia Ciata, Ernesto dos Santos e diversos músicos compuseram conjuntamente “Pelo Telefone” em uma roda de samba. Donga, como era conhecido, a registrou então como um samba na Biblioteca Nacional. E após ser gravada, já em 1917, a palavra samba também apareceu pela primeira vez no selo de um disco de vinil de 78 rpm.

O projeto destaca 10 mulheres entre as muitas que existem em Santos. Por ordem alfabética são elas: Elizabeth de Lourdes Santos (Tia Beth) Irene Barbosa (Irene Sorriso), Maria Aparecida Silva (Tia Cida), Regina de Jesus, Sandra Franco (Sandra Campeoníssima Franco), Sandra Maria Silva Barreto (Sandrinha Magia Xisnoveana), Selma Donizeti L. de França, Ruthe de Almeida Lázaro (Tia Ruthe), Telma Muniz (Tia Telma), Vera Lucia da Conceição (Verinha).

Serviço:
Abertura exposição “Ciatas de Santos: Mulheres que no Samba resistem”
Dia: 31/março
Horário: 19h

Local: CAIS (Centro de Atividades Integradas de Santos) – Av. Rangel Pestana, 184 – Vila Mathias – Santos/SP.

Realização: Widia Cultural

Apoio: DEFORPEC
Apoio Institucional: Prefeitura Municipal de Santos, Secretaria Municipal de Cultura e FACULT – Fundo de Assistência à Cultura – 2015

* Este projeto foi contemplado pelo 5º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes no Município de Santos.

 

Comentários

Comentários

Em vídeo homem confessa à polícia que matou e decapitou: “Cortei tudinho com faca”

Movimentos sociais de unem para barrar construção de usina termoelétrica em Peruíbe