Home»REGIÃO»Baixada Santista»Servidores fazem assembleia histórica e greve continua em Santos

Servidores fazem assembleia histórica e greve continua em Santos

Em assembleia histórica, servidores de Santos decidiram por aclamação manter a greve. Tribunal de Justiça concedeu uma liminar ao Poder Público que determina ao Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserv) que mantenha 80% dos servidores da Cidade no atendimento em creches, Saúde, Educação e Assistência Social. O Sindicato ainda não foi notificado.

Por Glauco Carvalho

Os servidores municipais de Santos deram mais demonstração de força na greve que vem desde o dia 9 de março. Perto de 2 mil trabalhadores participaram de uma assembleia, na noite desta quinta-feira, no ginásio dos Portuários. Umas das maiores concentrações do funcionalismo público da história.

assembleia2

A proposta de abono salarial de 5,35% em outubro e novembro e a incorporação em dezembro deste ano foi rejeitada por unanimidade pela categoria. Os trabalhadores decidiram reduzir a proposta original de 8% de reposição salarial (5,35% mais 2,65%), índice de reajuste do IPTU da Cidade, por 7% (5,35% mais 1,65%).

panfleto

A greve continua e a concentração será às 8 horas na Praça Mauá, no Centro. A Prefeitura divulga nesta sexta-feira, no Panfleto Oficial, que o Tribunal de Justiça concedeu uma liminar ao Poder Público que determina ao Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserv) que mantenha 80% dos servidores da Cidade no atendimento em creches, Saúde, Educação e Assistência Social. O Sindicato ainda não foi notificado.

Quando isso acontecer, a direção deve antecipar a assembleia da categoria que foi marcada para o dia 29 de março. A conferir.

Comentários

Comentários

Adesão à greve dos servidores de Santos cresce e categoria deve rejeitar proposta da prefeitura tucana

Corintiano desmaia ao ouvir que pegou 16 anos de cadeia