Home»REGIÃO»Baixada Santista»Diante da intransigência da Prefeitura tucana de Santos, servidores iniciam “greve pipoca”

Diante da intransigência da Prefeitura tucana de Santos, servidores iniciam “greve pipoca”

Cada dia será paralisado um setor diferente. Dia 09 a greve será geral. O presidente dos estatutários considerou “excelente” a participação dos servidores.

Da redação com Informações da Tribuna de Santos

O Sindicato dos Servidores Estatutários Municipais de Santos, no litoral de São Paulo, recusou a proposta enviada pela Prefeitura de Santos, na noite desta segunda-feira (6) e iniciou, também nesta segunda, a ‘greve pipoca’, quando cada dia é paralisado um setor diferente. A greve segue nesta terça-feira (7).

A data-base dos servidores de Santos venceu em fevereiro, mas só nesta segunda-feira (6) a Prefeitura formalizou a primeira proposta ao Sindicato dos Servidores Estatutários Municipais de Santos (Sindest), que, diante do pouco caso, foi recusada. O sindicato iniciou, nesta segunda-feira (06) a ‘greve pipoca’, quando cada dia é paralisado um setor diferente. A greve segue nesta terça-feira (7).

Na última quinta-feira (2), dois diretores do Sindest estiveram no Paço Municipal para conversar com o secretário de Gestão, Carlos Teixeira Filho, o Cacá Teixeira. Os sindicalistas deixaram o encontro com uma proposta extraoficial, justamente a que foi formalizada agora: correção de 5,35% no vale-refeição (R$ 422,40) e o mesmo reajuste na cesta-básica (R$ 263,40).

A Prefeitura, no entanto, não apresentou nenhuma proposta de aumento salarial, principal reivindicação dos trabalhadores. Por intermédio do Sindest, os funcionários pedem a reposição da inflação acumulada nos últimos 12 meses (5,35%), além de um aumento real de 8%.

Para antecipar uma resposta à Prefeitura, caso se confirmasse a proposta, os sindicalistas levaram para a assembleia, realizada na mesma quinta-feira, a condição apresentada pela Administração Municipal e imediatamente, nesta segunda, já oficiaram a decisão dos servidores.

Paralisações

Por duas horas, das 8 às 10 desta segunda, os funcionários públicos paralisaram o Departamento de Gestão de Pessoas e Ambiente de Trabalho (Degepat). A ‘greve pipoca’ prosseguirá nesta terça-feira (7), em local ainda a ser definido pela direção sindical.

O presidente do Sindest, Fábio Marcelo Pimentel, considerou “excelente” a participação dos servidores na paralisação.

“Nosso movimento está surtindo efeito e surtirá mais ainda quando as paralisações forem de meio período, num primeiro momento, e de um período inteiro, caso permaneça a intransigência”, disse.

Resposta

Em nota, a Secretaria de Gestão confirmou ter formalizado aos sindicatos (Sindest e SindServ) a proposta de reajuste pela inflação na cesta básica e vale-refeição e informou que não está prevista nova proposta.

 

COMUNICADO AOS USUÁRIOS DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTOS

05/03/2017

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santos (SINDSERV Santos) comunica a população que os servidores de Santos entrarão em greve por tempo indeterminado a partir do dia 09 de março.

Esclarecemos que o atendimento nos serviços essências, tais como Hospitais, Pronto Socorros, CAPS, distribuição de medicamentos, abrigos de população em situação de rua e cemitérios serão mantidos com equipes mínimas de trabalho de forma a garantir que nenhum prejuízo ocorra.

 

 

Comentários

Comentários

Vídeo mostra piloto atirando lancha em cima de outra. “Ele estava muito louco”, dizem testemunhas

Palhaço acusado de estuprar dois menores é condenado a 20 anos de prisão