Home»Destaque»Univap volta a oferecer pós-graduação em Cultura Popular Brasileira, com apoio do CECP

Univap volta a oferecer pós-graduação em Cultura Popular Brasileira, com apoio do CECP

Com apoio do Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), a Universidade Vale do Paraíba (Univap) volta a oferecer este ano o curso de pós-graduação em Cultura Popular Brasileira. São 30 vagas destinadas a profissionais de nível superior, em particular, licenciados ou bacharelados em Ciências Sociais, Comunicação, Pedagogia, Educação, História, Letras e áreas afins.

Da Redação com Informações do Centro de Estudos da Cultura Popular

Com apoio do Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), a Universidade Vale do Paraíba (Univap) volta a oferecer este ano o curso de pós-graduação em Cultura Popular Brasileira. São 30 vagas destinadas a profissionais de nível superior, em particular, licenciados ou bacharelados em Ciências Sociais, Comunicação, Pedagogia, Educação, História, Letras e áreas afins.

O curso tem duração de 18 meses, devendo ser realizado de março de 2016 a setembro de 2018, com aulas aos sábados, das 9h às 17h (total de 432 horas/aula), no campus Urbanova da Univap (Av. Shishima Hifumi, 2911, Urbanova). A aula inaugural deve ocorrer no dia 18 de março.

O valor do curso é de R$ 380,00 por mês, com possibilidade de descontos nos seguintes casos: ex-alunos da Univap (20%), grupos de uma mesma empresa ou instituição (de 3 a 5 pessoas – 10%, de 6 a 10 pessoas – 15% e mais de 11 pessoas – 20%).

O processo de inscrição e matrícula já está aberto pelo site da Univap (www.univap.br/posgrau). Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 3947-1232 e 3947-1233.

Encontro com professores

Para motivar os interessados, acontece no dia 11 de março, das 9h às 14h, um encontro com os professores que ministrarão o curso. O bate-papo vai acontecer no auditório da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR), que está cedendo o espaço. As inscrições podem ser feitas por aqui.

”Queremos que os alunos tenham oportunidade de esclarecer dúvidas sobre o conteúdo do curso, conheçam os professores e mantenham contato com cada participante”, explica a professora doutora Zuleika Stefania Sabino Roque, coordenadora do curso. Será fornecido certificado digital aos participantes.

Estão confirmados para o curso os seguintes professores: Zuleika Stefania Sabino Roque, Paulo Roxo Barja, Rachel Rua Baptista, Eugênia Maria Nóbrega, Robson Alves dos Santos, Juliano Hiroshi Ykeda Nishimura, Hugo Ricardo Soares e Jayne Hunger Collevatti. Confira o perfil deles aqui.

Objetivo do curso

O curso aborda questões sobre cultura popular, cultura erudita e manifestações tradicionais. E também as formas como diversas disciplinas, como sociologia, artes plásticas, história e antropologia construíram e discutiram questões como os conceitos de cultura, memória, folclore, popular e erudito, alteridade e identidade.

O repertório oferecido, pensado de modo interdisciplinar, colocará em foco as práticas culturais existentes, a fim de criar ferramentas para pensar sobre as formas de produzir conhecimento, para conhecer a amplitude das expressões culturais ditas populares, propiciando, assim, uma visão crítica sobre a relação do homem com a cultura e a sociedade.

Disciplinas abordadas

Cultura, um campo interdisciplinar; Folclore ou cultura popular; Patrimônios; Educação, cultura e patrimônio; Africanidades I e II; Expressões simbólicas na cultura indígena; Música na perspectiva da cultura popular I e II; Religiosidade popular e manifestações cíclicas; Artes plásticas na perspectiva da cultura popular; Metodologia de pesquisa (parte teórica e prática com trabalho de campo); Linguagens: corpo e voz, literatura e brincadeiras folclóricas; História e memória; Alteridade e identidade; Artesanato e arte popular; Políticas públicas e cultura popular; Museus: novas concepções e abordagens; Atividades complementares.

Comentários

Comentários

Indústria de multas da prefeitura tucana volta a atacar em Santos

Motorista do Samu descobre que filho está morto ao atender acidente