Home»Destaque»Prefeito tucano de São José não paga monitores que atendem pessoas com deficiência

Prefeito tucano de São José não paga monitores que atendem pessoas com deficiência

Os monitores do Integra (Centro de Referência de Pessoas com Deficiência), de São José dos Campos, que não recebem os seus salários desde o início da gestão do prefeito tucano Felício Ramuth, em janeiro, resolveram entrar em greve e divulgam um manifesto à população.

Da Redação

Os monitores do Integra (Centro de Referência de Pessoas com Deficiência), de São José dos Campos, que não recebem os seus salários desde o início da gestão do prefeito tucano Felício Ramuth, em janeiro, resolveram entrar em greve e divulgam um manifesto à população.

O Integra é um programa que atende moradores com deficiência, acima de 16 a nos, com o objetivo de promover a interação social. De acordo com o próprio site da prefeitura, Os atendidos recebem acompanhamento para o desenvolvimento de competências e habilidades, com cursos e oficinas por meio de uma equipe multidisciplinar.

O objetivo é promover a autonomia e o protagonismo da pessoa com deficiência e sua família por meio de atividades socioeducativas, que possibilitem o desenvolvimento de habilidades e o fortalecimento de vínculos.

O Integra também oferece atendimento às famílias, que são orientadas individualmente ou em grupo a fim de participar ativamente do processo de independência dos usuários.

Manifesto dos trabalhadores do Integra

“INTEGRA – Paralisação de Serviço em São José dos Campos

Os oficineiros do Integra – Centro de Referência da Pessoa com Deficiência/ SDS – Prefeitura SJC, estão paralisando o serviço por falta de pagamento. Aproxima-se o 3º mês em que os oficineiros trabalham sem receber.

Até agora não houve nenhum posicionamento efetivo da Secretaria de Desenvolvimento Social, que alega “ausência de previsão para efetuar pagamento”. Também náo há material para o desenvolvimento das oficinas e até o momento não foi apresentado nenhum plano de trabalho sobre a continuidade da unidade. Os pais estão chocados, pois dependem do Integra para tocar suas vidas e rotina, o serviço auxilia a pessoa com deficiência a ver-se  e a ser vista como um ser humano em pleno potencial. A defasagem no serviço fragiliza os atendidos e os ganhos.

A paralisacão ocorre desde 8h desta 2a-feira (20) em frente ao Integra, onde estão reunidos oficineiros, pais e amigos em busca de soluções e na defesa da garantia dos direitos da pessoa com deficiência.”

OFICINAS OFERECIDAS PELO INTEGRA

• Sentir – Dança
• Compor – Mosaico
• Aprender & Saborear – Culinária
• Criar – Serigrafia
• Musicalizar – Música
• Recrear – Educação Física e Recreação
• Vivenciar – Artes (Voltada para pessoas com múltiplas deficiências)
• Desenvolver – Artesanato
• Literar – Contação de história
• Semear – Horta
• Encenar – Teatro
• Reciclar- Artes com material reciclável
• Tecer – Artesanato
• Pertencer – Artesanato com grupo com idade a partir de 45 anos
• Realizar – Artesanato
• Inspirar – Oficina com mães de atendidos

PARCERIA COM FUNDAÇÃO CULTURAL (Prefeito Ramuth também ameaça acabar com a Fundação Cultural)

• Dança Folclórica
• Percussão

Comentários

Comentários

Santos: Confira programação musical para março no Sesc

Advogado de Santos é suspeito de reter recursos de clientes. Ele nega