Home»Política»USP abre nova etapa de plano de demissões voluntárias

USP abre nova etapa de plano de demissões voluntárias

Na primeira fase, em 2015, saíram 1.433 servidores

Por Marli Moreira, da Agência Brasil

A partir da próxima segunda-feira (01), até o final de agosto, a Universidade de São Paulo (USP) abrirá inscrições para servidores interessados na nova etapa do Programa de Incentivo à Demissão Voluntária (PIDV) da instituição. Foi estabelecido um limite de R$ 118 milhões para as indenizações.

A medida é restrita a servidores técnicos e administrativos, regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), com idade entre 55 e 72 anos. Estão excluídos do programa, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e atendentes de enfermagem.

De acordo com as regras, a USP oferece, além dos recursos referentes às verbas rescisórias (saldo de salário, 13º salário proporcional, férias proporcionais e eventuais vencidas, acrescidas do terço constitucional ), duas indenizações aos funcionários que aderirem voluntariamente. Uma delas tem valor equivalente a um salário por ano de trabalho na USP, até o limite de 20 salários e no valor máximo de R$ 400 mil. A outra é o depósito de valor equivalente a 40% do saldo do FGTS.

Para não ultrapassar o valor limite para gastos com indenizações de R$ 118 milhões, a universidade usará o critério de prioridade entre os inscritos, prevalecendo, no programa, os servidores com maior idade e maior tempo de trabalho na instituição. Na primeira etapa do plano, ocorrida no ano passado, 1.433 servidores foram desligados entre os meses de fevereiro e abril. Esses cortes permitiram reduzir em cerca de 4% os gastos com a folha de pagamento.

Comentários

Comentários

MST inaugura loja de produtos agroecológicos em São Paulo

BID libera R$ 80 milhões para mobilidade de Santo André