Home»REGIÃO»Capital»Para Haddad, mudança do Ceagesp da Vila Leopoldina para Perus vai gerar 60 mil empregos

Para Haddad, mudança do Ceagesp da Vila Leopoldina para Perus vai gerar 60 mil empregos

Prefeito de São Paulo estima que o novo entreposto deverá retirar 15 mil caminhões por dia da Vila Leopoldina, uma das áreas mais poluídas e congestionadas da cidade; ao mesmo tempo criará um novo bairro misto na Vila Leopoldina, abrindo espaço para um polo de desenvolvimento integrado vizinho da USP e servido por duas linhas da CPTM e dois parques (Villa-Lobos e Vilas-Boas)

Por Redação

A empresa Novo Entreposto São Paulo (Nesp) apresentou, na última terça-feira (13/07), ao prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), a proposta de criação de um novo centro de abastecimento para a capital em um terreno privado em Perus, na zona norte. A empresa pede para realizar estudos para sua instalação na região, que terão de ser discutidos com a população em processo de consulta pública.

O futuro entreposto deverá ser construído em área particular de 4 milhões de metros quadrados. Cerca de 40 % da área do terreno deverá ser destinada à administração municipal, para a criação de áreas de preservação ambiental e equipamentos públicos, entre outros. Esse processo deverá levar cerca de 120 dias.

A retirada da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) da Vila Leopoldina e a criação de um novo centro de abastecimento é considerado estratégico pela gestão Haddad.

Em seu Facebook, Haddad destacou os benefícios que a mudança trarão para ambos os bairros. No caso do bairro na zona Norte, ele destacou: “Gera empregos em Perus, numa área atendida pela CPTM, duas rodovias (Anhanguera e Bandeirantes), Rodoanel e o futuro Ferroanel; recupera área de mananciais em Perus e cria área institucional para praças e equipamentos sociais de 700 mil m²; abre caminho para o desenvolvimento urbano no entroncamento das duas marginais, criando as condições para que o Arco Tietê se qualifique ao longo do eixo Lapa-Centro”.

Já para a Vila Leopoldina, o prefeito chamou a atenção para a criação de um novo bairro misto na Vila Leopoldina, abrindo espaço para um polo de desenvolvimento integrado vizinho da USP e servido por duas linhas da CPTM e dois parques (Villa-Lobos e Vilas-Boas). Segundo Haddad, a desativação do entreposto atual “retira 15 mil caminhões por dia da região mais poluída e congestionada da cidade”. “Nos dois sítios, a previsão é de criação de 60 mil novos empregos e investimentos de R$ 15 bilhões de reais”, concluiu.

 

Comentários

Comentários

Osasco: Justiça manda advogado tirar do ar notícia falsa sobre Jorge Lapas

Mulher acusa injustamente negro de ter roubado celular dela dentro de trem; veja vídeo