Home»REGIÃO»Capital»MP arquiva investigação contra o presidente da Câmara Municipal paulistana

MP arquiva investigação contra o presidente da Câmara Municipal paulistana

Delator havia acusado o vereador Antônio Donato de ter recebido propina da Máfia do ISS, mas os promotores não encontraram qualquer indício dos pagamentos citados

Por Redação

Sem encontrar qualquer indício do envolvimento do vereador paulistano Antônio Donato (PT) com a Máfia do ISS, o Ministério Público de São Paulo decidiu arquivar a investigação que havia sido instaurada em 2013 contra ele.

A decisão foi tomada pelo Conselho Superior do Ministério Público e aprovada por unanimidade. Para colaborar com a investigação, que havia sido instaurada pela Promotoria do Patrimônio Público e Social, Donato chegou a abrir mão voluntariamente de seu sigilo fiscal.

O procedimento havia sido instaurado depois que um dos acusados de participar do esquema, o ex-funcionário público Eduardo Barcellos, fazer menção a supostos pagamentos ao parlamentar petista. O delator não apresentou nenhum documento para comprovar o que disse.

A investigação sobre a Máfia do ISS teve início durante a gestão do prefeito Fernando Haddad (PT), na época em que Antônio Donato era o secretário de Governo. As irregularidades foram descobertas graças a procedimentos internos da Controladoria Geral do Município, criada por Haddad.

Em razão da investigação agora encerrada, Donato deixou o cargo no Executivo municipal e retornou para a Câmara Municipal, da qual foi eleito presidente. O vereador não é alvo de qualquer outra investigação relacionada ao caso.

Comentários

Comentários

Em um ano, ciclovia multiplica por dez fluxo de bikes na Avenida Paulista

Prefeitura cria faixas de ônibus reversíveis nas paralelas à Avenida Paulista