Home»Destaque»“Brasil tem o melhor guia nutricional do mundo”, diz revista dos EUA

“Brasil tem o melhor guia nutricional do mundo”, diz revista dos EUA

Produzido pelo Ministério da Saúde, material é considerado referência para uma alimentação saudável

Da Redação

“A forma como falamos de alimentação em nosso país é absurda. E vocês precisam olhar para o Brasil para entender por quê.” Foi isso que um painel sobre nutrição nos Estados Unidos apontou. Segundo a revista Vox, o guia nutricional produzido aqui traz inovações importantes sobre a forma como lida com as orientações. Não reduz os alimentos a nutrientes, com uma abordagem punitiva sempre relacionando à obesidade e distanciando o alimento de seu contexto social e levando-o para laboratórios e clínicas.

De acordo com a revista, o guia brasileiro não foca em pirâmides ou calorias. Em vez disso, encoraja as pessoas a se concentrarem em refeições, incentivando simplesmente a cozinhar alimentos integrais em casa e a ser crítico às práticas de marketing sedutoras do fast food.

Veja abaixo 5 princípios alimentares do guia. E veja a publicação aqui.

1. Alimentação é mais que ingestão de nutrientes

Alimentação diz respeito à ingestão de nutrientes, como também aos alimentos que contêm e fornecem os nutrientes, a como alimentos são combinados entre si e preparados, a características do modo de comer e às dimensões culturais e sociais das práticas alimentares. Todos esses aspectos influenciam a saúde e o bem-estar.

2. Recomendações sobre alimentação devem estar em sintonia com seu tempo

Recomendações feitas por guias alimentares devem levar em conta o cenário da evolução da alimentação e das condições de saúde da população.

3. Alimentação adequada e saudável deriva de sistema alimentar socialmente e ambientalmente sustentável

Recomendações sobre alimentação devem levar em conta o impacto das formas de produção e distribuição dos alimentos sobre a justiça social e a integridade no ambiente.

4. Diferentes saberes geram o conhecimento para a formulação de guias alimentares

Em face das várias dimensões da alimentação e da complexa relação entre essas dimensões e a saúde e o bem-estar das pessoas, o conhecimento necessário para elaborar recomendações sobre alimentação é gerado por diferentes saberes.

5. Guias alimentares ampliam a autonomia nas escolhas alimentares

O acesso a informações confiáveis sobre características e determinantes da alimentação adequada e saudável contribui para que pessoas, famílias e comunidades ampliem a autonomia para fazer escolhas alimentares e para que exijam o cumprimento do direito humano à alimentação adequada e saudável.

 

 

(Foto: Marcelo Camargo/ABr)

Comentários

Comentários

Taubaté: outdoor com homenagem a Sergio Moro é pintado de vermelho

Conta de água vai ficar mais cara a partir de maio