Home»Destaque»Alckmin nomeia último colocado em lista tríplice como Ouvidor das polícias

Alckmin nomeia último colocado em lista tríplice como Ouvidor das polícias

Coordenador estadual do Movimento Nacional de Direitos Humanos, o advogado Ariel de Castro Alves foi o mais votado no Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Humana de São Paulo, mas foi preterido pelo governador tucano

Da Redação

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (6/11) reconduzir o atual ouvidor das polícias paulistas, Julio Cesar Fernandes Neves, para um novo mandato de dois anos. Neves foi o último colocado da lista tríplice elaborada pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe). O ouvidor das polícias é advogado e membro da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese paulista.

O mais votado pelo Condepe foi o advogado com especialização em segurança pública e direitos humanos Ariel de Castro Alves. Ele é coordenador estadual do Movimento Nacional de Direitos Humanos. Também integra o Grupo Tortura Nunca Mais de São Paulo, a Ação dos Cristãos para a Abolição da Tortura (ACAT) e o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Condeca). Já foi membro do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) e secretário geral do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe).

Também integrava a lista a assitente social Antonia Márcia Araujo Guerra Urquizo Valdívia, do Núcleo de Trabalhos Comunitários (NTC) da PUC- SP e do Movimento Nacional de Direitos Humanos. Alves teve quatro votos. Antonia e Fernandes tiveram dois votos cada um. No total, o Condepe tem onze integrantes. O mandato de ouvidor tem duração de dois anos.

Comentários

Comentários

Sem comentário

Comente aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunidades caiçaras garantem o direito de permanecer em Ilhabela

Ativistas denunciam violência policial contra moradores da comunidade do cimento