Home»Destaque»Em Jundiaí, protesto contra fechamento de escola estadual para av. 9 de Julho

Em Jundiaí, protesto contra fechamento de escola estadual para av. 9 de Julho

Com medida do governo Alckmin, 1.097 alunos do Bispo poderão ser transferidos para outras unidades

Da Redação

O anúncio de uma reestruturação da rede estadual vem gerando manifestações por todo o Estado de São Paulo. Nesta quinta-feira (9), pais, alunos e professores da Escola Estadual Bispo Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, localizada na Rua do Retiro, em Jundiaí, fizeram uma passeata contra o fechamento da unidade.

Para pais dos alunos, encerrar a escola é uma medida inaceitável.Eles se preocupam com a transferência de seus filhos para outras escolas, gerando superlotação, sem contar a distância. E ainda destacaram a qualidade do ensino no Bispo e a importância histórica do edifício.

Em praticamente todo o estado de São Paulo estão acontecendo protestos contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB) por causa da chamada reestruturação o ensino. Entre as medidas previstas está a separação física total entre as escolas dos anos iniciais do Ensino Fundamental, dos anos finais do Ensino Fundamental e escolas de Ensino Médio.

Para o sindicato dos professores, a Apeoesp, a medida poderá fechar escolas e superlotar salas de aula. Segundo a entidade, a redução do número de alunos é uma bandeira histórica para melhoria da escola que é oferecida pelo estado. E ainda afirmam que em vez de investir mais, tornar o ensino integral e reduzir o número de alunos por sala de aula, o governo de São Paulo vê uma oportunidade de reduzir custos.

A secretaria de Educação não informou quantas escolas devem ser fechadas.

Comentários

Comentários

Haddad incentiva ecoturismo no extremo sul da capital paulista

Uber confirma que segue operando normalmente em SP