Home»Destaque»Soldado da Rota é primeiro suspeito de participar de chacina a ser preso

Soldado da Rota é primeiro suspeito de participar de chacina a ser preso

Ao todo, 18 policiais militares são investigados por participação no crime com cerca de 20 vítimas em Osasco e Barueri

Da Redação

Um soldado de 30 anos que trabalhava em funções administrativas na Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) é o primeiro preso por suspeita de ter participado da chacina que matou cerca de 20 pessoas em Osasco e Barueri no começo deste mês.

A ação de um grupo de extermínio formado por policiais militares sempre foi a principal linha de investigação para o esclarecimento do chacina. Ao todo, 18 policiais – entre cabos, soldados e sargentos – são apontados como suspeitos pelo crime, segundo a Corregedoria da PM.

Ele foi identificado com base no depoimento de um dos sobreviventes. A polícia suspeita da participação de um civil no crime. Ele seria marido de uma soldado da PM lotada em Osasco e é identificado como o homem canhoto que efetua os disparos em um bar, cuja câmera de segura filmou os assassinatos.

Comentários

Comentários

Vídeo mostra ataque de casal a Haddad em inauguração de ciclovia

Motorista de Hilux ameaça ciclista: "Vagabunda, aqui não é Amsterdã"