Home»REGIÃO»Capital»Diretor da FFLCH-USP vai à polícia contra página que ofendia alunas

Diretor da FFLCH-USP vai à polícia contra página que ofendia alunas

Medida contra site que estimula violência contra a mulher foi apoiada pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, que também é professor da USP

O diretor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP), Sergio Adorno, procurou o 93º DP para registrar um boletim de ocorrência contra uma página na internet que ofende as alunas da instituição.

Na página, que faz apologia à violência sexual contra a mulher, as estudantes são chamadas de “vadias bissexuais imundas” e “degeneradas”. A publicação foi retirada do ar horas depois. Seu autor já é investigado por crimes semelhantes. Neste ano, pelo menos dois casos de estupro foram registrados dentro do campus da Cidade Universitária.

Em um post nas redes sociais, Adorno informa que, além do pedido de investigação feito à Polícia Civil, comunicou o fato também à Reitoria e à Superintendência de Segurança da USP. “Estou ciente de que já foram e persistem sendo tomadas providências pela Administração Superior da Universidade para apuração rigorosa e responsabilização de seu ou seus responsáveis. Procurarei manter a comunidade da FFLCH informada do andamento das investigações”, escreveu.

Também pelas redes sociais, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, manifestou seu “apoio às alunas da minha faculdade na USP, sordidamente atacadas por um site indecente, e ao diretor Sergio Adorno, pelas medidas tomadas contra os difamadores delas”. Janine é professor da FFLCH, onde construiu a maior parte de sua carreira acadêmica.

Foto: Lula Marques / Agência PT

Comentários

Comentários

Jornalista Luis Nassif organiza “Sarau pela Democracia”

Instituto Lula pede explicações a Danilo Gentili na Justiça