Home»Sem categoria»Professores estaduais decretam greve por tempo indeterminado

Professores estaduais decretam greve por tempo indeterminado

Em assembleia nesta sexta-feira (13), cerca de 10 mil docentes votaram pela paralisação “por emprego, salário, condições de trabalho e água nas escolas”

Por Redação

Os professores das escolas estaduais de São Paulo decidiram entrar em greve nesta sexta-feira (13). Os docentes realizaram uma assembleia no vão livre do Masp, na avenida Paulista, que reuniu 10 mil pessoas, segundo o sindicato da categoria (Apeoesp).

Os professores pedem aumento salarial de 75,33% (conforme prevê a meta 17 do Plano Nacional de Educação); aplicação da jornada do piso; reabertura das classes e períodos fechados e desmembramento das classes superlotadas; valorização dos professores temporários, com garantia de direitos; fim da violência; e água em todas as escolas.

Após a assembleia, os educadores seguiram em caminhada pela rua da Consolação, em conjunto com a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e outras entidades, em defesa da democracia, dos direitos dos trabalhadores, da Petrobras e pela reforma política. No final da caminhada, na Praça da República, os professores realizaram um ato em defesa da escola pública.

Comentários

Comentários

Transexual, travesti, cidadã

Câmara no Seu Bairro vai a São Miguel Paulista