Home»REGIÃO»Grande SP»Funcionários da Sabesp marcam greve geral

Funcionários da Sabesp marcam greve geral

Trabalhadores contestam as demissões que estão ocorrendo na empresa e vão parar as atividades no dia 19 de março. “Os trabalhadores e a população não podem ser penalizados enquanto a Sabesp quer agradar e atender a demanda dos acionistas”, diz presidente do Sintaema

Por Redação

Os funcionários da Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) convocaram, na noite de ontem (10), greve geral a partir do dia 19 de março, por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em assembleia no Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente de São Paulo (Sintaema).

Em assembléia, centenas de trabalhadores da Sabesp aprovaram greve a partir do dia 19 de março. (Foto: Sintaema)
Em assembléia, centenas de trabalhadores da Sabesp aprovaram greve a partir do dia 19 de março. (Foto: Sintaema)

O sindicato exige a readmissão dos 400 funcionários dispensados pela companhia somente neste ano. “A Sabesp já demitiu 400 e pretende chegar aos 600, não podemos admitir isso. Os trabalhadores são essenciais em todas as situações, e principalmente em um momento como este de crise hídrica”, disse o presidente do Sintaema, Rene Vicente, durante o encontro.

“Somos totalmente contra qualquer demissão. Os trabalhadores e a população não podem ser penalizados enquanto a Sabesp quer agradar e atender a demanda dos acionistas”, concluiu.

Na última semana, a Sabesp iniciou um plano de reestruturação em seu quadro pessoal. De acordo com o Sintaema, 300 dispensas já haviam sido homologadas em todo o estado, sendo 70% na área operacional da empresa.

 

 

Comentários

Comentários

CPI das universidades sugere que trote seja considerado crime de tortura

Professores da rede estadual podem decretar greve por melhorias