Home»Sem categoria»Homofobia: Filho de casal gay morre após ser agredido dentro de escola em SP

Homofobia: Filho de casal gay morre após ser agredido dentro de escola em SP

Jovem de 14 anos não resistiu às agressões e faleceu depois de ficar quatro dias em coma; pai informou que pretende processar o governo de São Paulo: “Queremos que a justiça seja feita”

Por Redação

Nesta segunda-feira (9), o adolescente Peterson Ricardo de Oliveira, de 14 anos, morreu após ser agredido por outros cinco jovens em uma escola pública na Vila Jamil, em Ferraz de Vasconcelos, Grande São Paulo, na última quinta-feira (5). Peterson era filho adotivo de um casal gay e estava em coma desde o incidente.

Em entrevista ao portal R7, um dos pais da vítima, Márcio Nogueira, lamentou o ocorrido e informou que pretende processar o governo de São Paulo. “Queremos que a justiça seja feita. Eu não sabia que meu filho sofria preconceito por ser filho de um casal homossexual. Estamos tristes e decidimos divulgar o que aconteceu para que isso não se repita com outras crianças”, afirmou.

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação negou a versão da família e  informou que não há nenhum registro de agressão no interior da escola. Já a Secretaria Estadual de Saúde confirma que o adolescente deu entrada na última quinta-feira (5) no Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos com parada cardiorrespiratória e passou por um processo de reanimação. Exames feitos no garoto também constataram que ele teve hemorragia, mas não apresentava sinais externos de violência física.

Com informações de R7

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Comentários

Comentários

CPI das universidades em São Paulo apresenta relatório nesta terça-feira

Guarapiranga passa Cantareira e vira principal forncedor de água de São Paulo