Home»Sem categoria»Alckmin veta projeto que proíbe o uso de bala de borracha pela polícia

Alckmin veta projeto que proíbe o uso de bala de borracha pela polícia

Governador de São Paulo considera que a medida “limitaria” as ações dos policiais; decisão foi publicada no diário oficial neste sábado (20)

Por Redação

“A polícia tem protocolos”. Foi assim que o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou o veto ao projeto aprovado pela Assembleia Legislativa do estado (Alesp), que proibia o uso de bala de borracha pelos policiais civis e militares. O veto, anunciado ontem (19), foi publicado neste sábado no diário oficial do estado de São Paulo.

De acordo com Alckmin, o projeto limitaria as ações dos policiais. “A polícia tem protocolos. Precisa ter liberdade dentro dos seus protocolos de trabalho, dentro da sua competência, para poder administrar a maneira como estabelece a ordem pública, protege os cidadãos”, falou.

fotografo

Após aprovado pela Alesp no início de dezembro, o projeto de lei – de autoria da bancada do PT – foi encaminhado para sanção ou veto do governador. Para o deputado João Paulo Rillo, a agressão a jornalistas e manifestantes durante os atos de junho de 2013 motivou o projeto contra balas de borracha. “O direito à livre manifestação é um imperativo da lei. O fato de jornalistas perderem a visão durante as manifestações de junho obrigou os parlamentares a dar uma resposta à altura”, afirmou.

Foto de capa: Governo de SP

Foto: Jornalista Giuliana Vallone, atingida no olho direito por uma bala de borracha disparada por um policial durante manifestação (esquerda); e fotógrafo Sérgio Silva, que perdeu o olho esquerdo após ser atingido por uma bala de borracha atirada por policiais, durante manifestação (direita)

Comentários

Comentários

Sem salário, funcionários deixam a Santa Casa de SP

Pressão: Presidenta da Sabesp deixará o cargo em 2015