Home»Política»JN esmiuça as contas (aprovadas) de Dilma, mas não fala das de Alckmin

JN esmiuça as contas (aprovadas) de Dilma, mas não fala das de Alckmin

Por Altamiro Borges, em seu blog

A seletividade da mídia na sua escandalização da política seria cômica, se não fosse trágica.

O Jornal Nacional da TV desta quarta-feira (10) deu ampla cobertura para a análise das contas de campanha da presidenta Dilma Rousseff.

Ainda sem o resultado final, o telejornal aguardava ansioso o veredito do “insuspeito e imparcial” Gilmar Mendes, o ministro indicado por FHC que já defendeu vários agiotas e até um médico estuprador.

No mesmo dia, porém, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo decidiu, por 5 votos a 1, rejeitar as contas do governador reeleito Geraldo Alckmin (PSDB).

Willian Bonner simplesmente não deu essa valiosa informação aos seus fiéis telespectadores.

Segundo a assessoria de imprensa do TRE-SP,  a desaprovação decorreu de várias irregularidades na prestação de contas do tucano — sempre tão blindado pela mídia.

No primeiro balanço financeiro da campanha, o PSDB deixou de informar a doação de R$ 900 mil.

Já na prestação final, a legenda não comprovou a origem de mais de R$ 8 milhões.

A Procuradoria Eleitoral do Estado já havia se manifestado pela desaprovação das contas de Geraldo Alckmin. Apesar disto, o grão-tucano já garantiu que será diplomado para mais quatro anos de “indigestão” em São Paulo.

O JN da TV Globo — que recebe muita grana em publicidade do governo paulista — preferiu não citar o temporário revés do grão-tucano.

A famiglia Marinho, sempre tão paparicada pelas autoridades, está mais preocupada com as contas da presidenta Dilma, que também ajuda a financiar o jornalismo “imparcial” da Rede Globo.

Durma-se com este barulho!

Comentários

Comentários

No campeonato das contas rejeitadas em SP: PSDB 7 x 1 PT

Por enfrentamento ao racismo, Aranha recebe prêmio de direitos humanos