Home»Sem categoria»Turma do “tá com dó, leva pra casa” perde sua referência

Turma do “tá com dó, leva pra casa” perde sua referência

Projeto de um programa próprio, em horário nobre, de Sheherazade, é vetado pelo SBT. Enquanto isso, Silvio Santos mantém a apresentadora sem poder dar sua opinião nos telejornais da emissora paulista

Por Redação, 

Em sua coluna em Veja, Lauro Jardim adianta que o SBT não irá entregar um programa próprio, em horário nobre, à apresentadora Rachel Sheherazade. Segundo o colunista, “a coisa não evolui” e a jornalista terá que se manter restrita à bancada do “Jornal do SBT”.

Enquanto isso, Silvio Santos mantém punição à Sheherazade e ela não pode tecer nenhum comentário nos programas jornalísticos da emissora paulista. A jornalista, que gosta de parecer polêmica, tem por hábito atacar os direitos humanos e chegou a defender o linchamento de um adolescente, negro, no Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro,  no começo de 2014.

À época, comentando o caso, Sheherazade fez um pedido aos que estavam compadecidos do jovem agredido: “tá com dó? leva pra casa”. Aos que querem saber as opiniões, que beiram o fascismo, da jornalista do SBT, terão que se contentar com alguns comentários no Twitter.

Foto de capa: Reprodução/Youtube

Comentários

Comentários

Trensalão: Quem são os tucanos envolvidos?

Jeito tucano de governar: Se não gostar do projeto, sabote