Home»Sem categoria»Aumenta 150% o número de mortes provocada por PMs

Aumenta 150% o número de mortes provocada por PMs

Violência policial avançou no último trimestre. “Esse aumento coincide com o período eleitoral, isso é mais um indício de que a letalidade faz parte de uma política de Estado que precisava ser mostrada à sociedade”, afirma advogado do Grupo Tortura Nunca Mais

Por Igor Carvalho

Números divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), mostram um importante avanço na letalidade policial, no último trimestre. Entre os meses de julho e setembro, cresceu 150% o número de pessoas assassinadas por PMs, no estado de São Paulo.

Durante os meses de julho, agosto e setembro de 2013, policiais militares mataram 32 pessoas no estado. Neste ano, no mesmo período, foram 80 casos de assassinatos cometidos por PMs.

As eleições para governador do Estado, que reelegeram Geraldo Alckmin (PSDB), pode ter influenciado no avanço dos números de letalidade policial, segundo Ariel de Castro Alves, advogado do Grupo Tortura Nunca Mais.

“Esse aumento coincide com o período eleitoral, isso é mais um indício de que a letalidade faz parte de uma política de Estado que precisava ser mostrada à sociedade”, afirmou Alves.

O advogado faz uma conexão entre os números de violência policial com a série de ônibus incendiados pelo estado. “Isso é uma forma de protesto da população, que tem convivido, diariamente com a letalidade policial. Os casos são ignorados, justamente porque o paulista entende isso como ‘sensação de segurança’.”

Em nota, a PM afirma que “nestes tipos de ocorrência, a opção pelo confronto nunca é da polícia, mas do infrator”. Para Ariel, os “agentes do Estado tem carta branca para matar.”

Foto de capa: Mídia Ninja

Comentários

Comentários

'Vamos iniciar o terceiro turno: de volta à luta nas ruas', afirma Guilherme Boulos

Revolta da água já tem data marcada para começar: Sábado (1), no Masp