Home»Sem categoria»PM que matou atriz responderá processo em liberdade

PM que matou atriz responderá processo em liberdade

A Justiça concedeu liberdade provisória ao cabo que atirou contra uma motocicleta, provocando a morte de Luana Barbosa

Por Redação 

A atriz Luana Barbosa, morta depois do disparo feito pelo policial. (Foto: arquivo pessoal)
A atriz Luana Barbosa, morta depois do disparo feito pelo policial. (Foto: arquivo pessoal)

O cabo da Polícia Militar Marcelo Coelho, acusado de disparar contra uma motocicleta na última sexta-feira (27), em Presidente Prudente, ganhou da Justiça o direito de responder ao processo em liberdade. Ele deixou presídio da Polícia Militar e atuará, agora, em serviços administrativos da corporação.

O incidente aconteceu durante um bloqueio policial na avenida Joaquim Constantino. O namorado da vítima, Felipe Barros, conduzia a motocicleta e levava Luana Barbosa na garupa. De acordo com a polícia, ele teria furado o bloqueio quando houve o disparo.

De acordo com o seu relato no boletim de ocorrência, o cabo Marcelo Coelho teria atirado acidentalmente pois Barros teria jogado a moto para cima do policial e a arma teria encostado em seu capacete, provocando o disparo.

Já o namorado da vítima afirma que tentou furar o bloqueio pois estava com a carteira de habilitação vencida.

O tiro atingiu Luana no tórax. Socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital Regional, ela faleceu horas depois.

Com 25 anos, a vítima morava em Presidente Prudente há 5 e era integrante da Federação Prudentina de Teatro e Artes Integradas (FPTAI) e é fundadora do grupo de circo e teatro de rua Os Mamatchas. Ela foi enterrada no último sábado (28) em Rancharia, sua cidade natal.

Como o caso foi definido como homicídio culposo – quando não há a intenção de matar – a polícia tem 40 dias, prorrogáveis por mais 20, para concluir o inquérito.

Foto de capa: reprodução/EPTV

Comentários

Comentários

Plano Diretor é aprovado em São Paulo

Em Bauru, ciclista é atropelado e motorista foge