Home»Sem categoria»Jamaicana Marion K canta na 14ª Feira Cultural LGBT

Jamaicana Marion K canta na 14ª Feira Cultural LGBT

Evento acontece no dia 1º de maio, das 10h às 22h. Shows, oficinas e comércio fazem parte da programação

Por Redação

A 14ª Feira Cultural LGBT de São Paulo acontece no dia 1º de maio, das 10h às 22h, na Praça da República. O evento, que integra a programação do 18º Mês do Orgulho LGBT, recebe a cantora jamaicana Marion K. A artista apresentará o projeto Sounds Of the Ghetto, que traz um intercâmbio entre a cultura da Jamaica e a do Brasil.

A Orquestra Camerata Darcos apresentará uma homenagem ao cantor Renato Russo na abertura da feira. Erikka Rodrigues, Lenny B e MC Xuxu também integram a programação, trazendo sertanejo, música eletrônica e funk ao evento. Além das apresentações musicais, a feira traz um show exclusivo de travestis ao lado do balé oficial da Parada do Orgulho LGBT.

Neste ano, as apresentadoras oficiais serão as drag queens Thalia Bombinha, Natasha Rasha e Tchaka, ao lado de Gretta Starr, Ioiô Vieira de Carvalho e Silvetty Montilla. “É a primeira vez que recebo o convite, tão importante e significativo em minha carreira”, revelou Tchaka. “Um sonho realizado por meio de muito trabalho, dedicação, militância e, claro, alegria na alma”.

Oficinas também integram a programação da feira. A drag queen Dindry Buck comandará o “Na Cama com Dindry Buck”, uma conversa sobre diversidade sexual e sexo seguro, das 13h às 17h. Às 14h, ela se dedicará à quinta edição da “Oficina de Montagem – Nasce uma Drag Queen”. Os participantes do workshop farão uma apresentação especial às 15h30, e o público poderá escolher a “Drag Diversidade”.

Além das atividades culturais, a feira terá tendas para comercialização de alimentos e outros produtos. O Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade também acontecerá durante o evento, a partir das 14h. A organização premiará personalidades e entidades das seguintes categorias: Ação, Militância, Direitos, Educação, Esporte, Trabalho, Saúde, Artes Cênicas, Literatura, Cinema Nacional, Documentário, TV, Cinema Internacional, Imprensa, Internet, Internacional e Memória.

O evento é organizado pela Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT). Entre os patrocinadores estão a Caixa Econômica Federal, Petrobras, Netflix, Sindicato dos Comerciários, Prefeitura de São Paulo, Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo e Governo Federal. Nesta edição, a feira terá cerca de 70 mil m² e 80 estandes comerciais. São esperados cerca de 200 mil visitantes.

(Créditos da foto da capa: Divulgação/APOGLBT)

Comentários

Comentários

Com Cantareira a 11%, interior quer calamidade pública

Terceirizações de Alckmin são 'equívocos', diz professor