Home»REGIÃO»Capital»USP paga a 167 salário acima do teto legal

USP paga a 167 salário acima do teto legal

Constatação foi feita pelo TCE; pela Constituição, nenhum servidor pode ganhar acima do governador

Por Redação

A Universidade de São Paulo (USP) estava pagando, em 2011, salários acima do teto legal ao então reitor, João Grandino Rodas, e a outros 166 professores, incluindo o atual reitor, Marco Antonio Zago, à época vice-reitor. A constatação foi feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Naquele ano, os vencimentos do governador Geraldo Alckmin (PSDB) – definido pela Constituição como a maior remuneração do serviço público estadual -, era de R$ 18,7 mil. O reitor recebia R$ 23 mil; Zago, R$ 24 mil. O ex-diretor da USP Leste José Jorge Boueri Filho percebia R$ 22 mil, de acordo com o relatório do TCE.

Para a USP, a metodologia utilizada pelo tribunal para estipular o teto está errada. Segundo a instituição, vantagens acumuladas até 2003 não deveriam ser computadas para o cálculo do teto porque só a partir de então é que essas regras ficariam claras. No entanto, a universidade afirmou que já fez os cortes nos salários acima do permitido. As informações são da Folha de S. Paulo.

(Crédito da foto da capa: Wikimedia Commons)

 

Comentários

Comentários

54 são detidos em quinto ato contra a Copa

Trensalão: mais nove são incriminados