Home»REGIÃO»Capital»Bairros da zona oeste da capital vivem surto de dengue

Bairros da zona oeste da capital vivem surto de dengue

Jaguaré e Lapa têm em três meses mais casos da doença do que nos últimos 4 anos; Exército atua em Campinas

Por Redação

A zona oeste da capital paulista vive um surto de dengue, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde. No bairro do Jaguaré, foram registrados 169 casos em três meses; na Lapa, são 98 desde o início do ano. São mais casos que todos notificados nesses locais nos últimos quatro anos.

Segundo a secretaria, os tipos de habitação nos dois bairros favorecem os criadouros do mosquito Aedes aegypti. “Na Lapa, há muitas casas com jardins e piscina. Vemos moradores que ainda mantêm pratos de vasos de plantas. No Jaguaré, que tem moradias mais simples, há pessoas que acumulam água em tonéis, deixam caixas d’água destampadas”, disse Vivian Ailt Cardoso, porta-voz da Pasta, ao jornal O Estado de S. Paulo.

A Prefeitura afirma que já fez visitas em moradias dos dois bairros para eliminar criadouros do Aedes. Afirmou ainda que, para matar os mosquitos adultos, fez aplicação de inseticida no Jaguaré e programou para a semana que vem a mesma medida para as ruas da Lapa.

Campinas

A epidemia de dengue, considerada “grave” pela Prefeitura, vai colocar 100 homens do Exército nas ruas e a equipe da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) será reforçada na cidade para combate dos focos do mosquito transmissor. Segundo a Secretaria de Saúde, as medidas começam na próxima semana e serão direcionadas à região Noroeste, onde há a maior parte dos registros da doença.

A administração municipal divulgou novo balanço nesta quinta-feira (3) e a cidade tem 2.793 casos confirmados, sendo 100 com sinais de alarme, quando a situação do paciente inspira mais cuidados. No levantamento anterior, de segunda-feira (1), eram 2.140. Além disso, há 5.949 notificações de suspeita. Os municípios da Região Metropolitana de Campinas (RMC) concentram 25% dos registros da doença do Estado de São Paulo, segundo a Prefeitura.

(Crédito da foto da capa: ABr)

(Atualizado às 15h22)

Comentários

Comentários

MPE investiga contrato de Alckmin com auxiliar

Bacia cobiçada por Alckmin também está crítica