Home»REGIÃO»Capital»Parelheiros terá campus universitário, diz Haddad

Parelheiros terá campus universitário, diz Haddad

Ideia é aproveitar o potencial turístico da região; cursos do instituto federal serão de níveis técnico e superior

Por Carlos Mercuri

Haddad coloca seus sábados à disposição da militância (fotos: Carlos Mercuri)
Haddad coloca seus sábados à disposição da militância (fotos: Carlos Mercuri)

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse neste sábado (29) que o distrito de Parelheiros, no extremo sul da cidade, ganhará um campus universitário, no qual estarão à disposição cursos técnicos e de nível superior – conceito de instituto federal. Segundo o prefeito, o centro universitário estará inserido na proposta de se criar um polo de ecoturismo na região. O local também ganhará um hospital, a ser iniciado no segundo semestre. De acordo com Haddad, a prefeitura já está em negociação com o proprietário de um terreno, que depois seria doado ao Ministério da Educação para a construção do campus.

A criação do pólo de ecoturismo, um projeto do vereador Alfredinho (PT), visa aproveitar o potencial turístico da região. “Poucos em São Paulo sabem que há cachoeiras, corredeiras, arborismo, esportes aquáticos na cidade. Temos aqui uma área cem vezes maior que a do parque do Ibirapuera e vamos destinar recursos para o pólo turístico”, disse Haddad. Os cursos do campus universitário serão voltados a essa vocação. “Haverá cursos de gastronomia, agricultura orgânica, de ecoturismo, entre outros”, adiantou o prefeito.

A informação foi dada durante plenária de prestação de contas do mandato organizada pelo Diretório  Municipal do PT no Jardim das Embuias. De manhã, houve outra plenária no Campo Limpo. Foi a quarta reunião organizada pelo diretório para a população e a militância conhecerem as obras e projetos da administração. As outras duas foram na zona leste. Nas declarações de parlamentares presentes ao encontro, a comunicação foi apontada como um dos principais problemas da gestão Haddad. Os filiados também cobraram mais autonomia às subprefeituras.

Haddad disse que aprova esse contato mais próximo com a população e a militância e pôs todos seus sábados até o fim de seu mandato à disposição do diretório para encontros como os de sábado. Ele concordou com a importância das gestões locais e prometeu fortalecer as subprefeituras, com o apoio dos conselheiros, do filiados e da militância. “Vamos fazer o governo chegar mais perto da população, para resolver os problemas do dia a dia, que às vezes dependem de as subprefeituras terem maios poder de decisão”, afirmou.

Segundo o presidente do Diretório Municipal do PT de São Paulo, Paulo Fiorilo, o objetivo das plenárias de prestação de contas com o prefeito é informar a militância das principais ações da administração, e é uma oportunidade de ouvir a militância para saber o que precisa ser feito. No encontro, também foram apontados os desafios para a militância neste ano, que são reeleger a presidenta Dilma Rousseff e eleger o ex-ministro Alexandre Padilha para o Palácio dos Bandeirantes.

Comentários

Comentários

Negros: o alvo preferido da PM de SP

Em editorial, 'Folha' justifica apoio ao golpe de 64