Home»REGIÃO»Capital»Jornalismo na quebrada: um outro olhar sobre a periferia

Jornalismo na quebrada: um outro olhar sobre a periferia

Na oficina “À margem da margem”, jovens farão documentários sobre a diversidade e os problemas da periferia

Da Redação 

Projeto visa ampliar os olhares sobre as periferias de SP, onde vivem mais de 8 milhões de pessoas. (Foto: Periferia em Movimento)
Projeto visa ampliar os olhares sobre as periferias de São Paulo, onde vivem mais de 8 milhões de pessoas. (Foto: Periferia em Movimento)

Com o intuito de ampliar os olhares sobre a periferia de São Paulo, o coletivo de comunicação Periferia em Movimento criou, no ano passado, a oficina de jornalismo “À margem da margem”. No projeto, jovens das chamadas “quebradas” da capital debatem sobre a realidade dos diversos grupos que compõe a periferia de São Paulo, onde vivem mais de 8 milhões de pessoas, com o intuito de criar um documentário que traga à tona questões ligadas a educação, saúde, transporte, moradia e violência policial nessas regiões.

Durante a oficina, para a composição do documentário, será debatido como o jornalismo e a mídia contribuem para a formação de estereótipos sobre as favelas e periferias e também como aprender a trabalhar com essas ferramentas de comunicação para desconstruir essa imagem preestabelecida.

São apenas 15 vagas. Para participar, é preciso ter, no mínimo, 15 anos e morar, preferencialmente, no extremo sul da capital. As inscrições podem ser feitas até o dia 31 de março no site do coletivo e a oficina terá início em abril.

Os encontros serão definidos em conjunto com os participantes e o documentário deve ser lançado em maio.

O projeto “À margem da margem” já rendeu, desde o ano passado, uma série de reportagens, feitas por moradores da periferia, sobre minorias, lutas sociais, direitos humanos e toda a diversidade que envolve as regiões periféricas da capital. Matérias como “Existe vida nas chamadas cracolândias”, “Quem sofre com a criminalização das drogas é a periferia” ou “A juventude, o funk e a periferia em São Paulo” ilustram esse olhar ampliado sobre essa realidade da periferia e podem ser conferidas no site do projeto.

Comentários

Comentários

Crianças têm educação ambiental no Dia da Água

Haddad consegue aprovação de corredores de ônibus