Home»Sem categoria»Cena cultural de Franca é revitalizada

Cena cultural de Franca é revitalizada

O Corredor Cultural, iniciativa de movimentos da cidade, preza pelo aproveitamento do espaço público

Por Isadora Otoni

Em Franca, uma cena forte de cultura vem sendo construída há pouco mais de um ano. Tudo graças ao Corredor Cultural, iniciativa de movimentos da cidade que prezam pelo aproveitamento do espaço público. Os eventos promovidos acontecem gratuitamente em praças de fácil acesso, para que todos os francanos possam participar.

(Marcio L. Cesario)
Atividades são realizadas gratuitamente em praças (Marcio L. Cesario); Foto acima por Rafa Mendes

Eliara Alvez, produtora cultural, orgulha-se do Corredor. “Essa iniciativa surgiu da vontade do povo, da vontade de que as coisas aconteçam na nossa cidade”, explica. O grupo foi formado inicialmente por pessoas envolvidas com arte e música, mas todos os cidadãos podem participar. “O poder do Corredor é esse: acreditar que a cidade é sua. Pega a sua cidade e faz sua parte”, estimula Eliara.

Um dos princípios do Corredor é a pluralidade. Por isso, Eliara faz questão de lembrar: “Temos o pessoal do hip hop, o pessoal da capoeira, um grupo de maracatu, artistas plásticos, escritores, enfim, todo o tipo de manifestação de arte e cultura está dentro do Corredor”. A união de todos esses integrantes está ajudando a reverter a cena carente em cultura de Franca.

“Hoje a gente tem o apoio da Prefeitura e da FEAC [Fundação de Esporte, Arte e Cultura], mas é um apoio muito sucinto”, conta Eliara. Ainda assim, ela admitiu que os integrantes do grupo não encontram dificuldades em realizar os eventos. Tudo porque os francanos reconhecem a importância do Corredor para a cidade. “A ideia é o Corredor Cultural continuar independente, do povo para o povo”, afirmou a produtora.

corredor cultural 2Uma das conquistas do Corredor Cultural foi o resgate da Praça dos Angicos. O espaço tinha sido abandonado pela gestão da cidade, mas após a realização de um evento ele voltou a ser frequentado. “Os vizinhos da praça ficaram encantados com essa revitalização. Porque é um lugar que faz parte da história da cidade, parte da história de muita gente, e estava abandonado”, relata Eliara.

No dia 30 de março, às 13h, a Praça dos Angicos volta a ser palco de um evento cultural. Pela segunda vez, o Corredor fará uma ponte com o Grito do Rock para a realização de um festival. Eliara garantiu que já tem muita atração confirmada para o evento, mas não revelou os nomes.

Comentários

Comentários

Em Guarulhos, comunidade hip hop pressiona vereadores

Haddad: rua não é lugar para consumir drogas