Home»REGIÃO»Capital»Digitador teve salário confiscado pela polícia em ato contra a Copa

Digitador teve salário confiscado pela polícia em ato contra a Copa

Polícia apreendeu R$ 984 do rapaz por acreditar que seriam para pagar manifestantes

Por Redação

Vinícius iniciou campanha para reaver dinheiro (foto: Reprodução Facebook)
Vinícius iniciou campanha para reaver dinheiro (foto: Reprodução Facebook)

O digitador Vinícius Souza Ruiz, de 25 anos, teve parte de seu salário confiscada pela polícia durante o 2º Ato contra a Copa, realizado neste sábado (22), no centro da capital paulista. Vinícius foi um dos 262 manifestantes detidos pela Polícia durante o ato. Ele disse que os policiais suspeitaram que os R$ 984 que trazia consigo seriam para pagar participantes do protesto. “Trabalho como digitador e ganho R$ 1.055. Estava com R$ 984 para meu uso pessoal, o dinheiro não é sujo”, disse ele à “Folha de S. Paulo”.

Ruiz, morador em Carapicuíba, na Grande São Paulo, garante que, apesar de dizer aos policiais que o abordaram que o dinheiro era seu salário, os PMs disseram que não o devolveriam. Ele foi encaminhado ao 3º DP (Campos Elíseos) e liberado. O caso será investigado pelo Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic).

O digitar iniciou nesta terça-feira campanha  na internet para reaver o dinheiro perdido. Ele criou uma página para receber doações. A meta é atingir R$ 980. Ele afirmou em sua página no Facebook que também teve seu celular apreendido pela polícia.

Ele disse na reportagem que vai a manifestações desde 2011, quando protestou pela lei da Ficha Limpa. No entanto, diz ser contra qualquer espécie de depredação. “Pretendo parar de ir a esses protestos. Já que é para ter quebra-quebra e pagar caro por uma coisa que você não é”, diz o rapaz. Procurado pelo SPressoSP, Ruiz não respondeu até o fechamento desta matéria à solicitação de entrevista.

Comentários

Comentários

Mais Médicos fizeram 144 mil consultas em SP

Lambe-lambes com poesia de Sérgio Vaz são espalhadas pela periferia de São Paulo