Home»REGIÃO»Capital»Amputações por acidente de trânsito dobram em SP

Amputações por acidente de trânsito dobram em SP

Levantamento do Hospital das Clínicas revela que membros inferiores são os mais atingidos; acidentes com moto são a principal causa

Por Redação

Acidentes com motos são responsáveis por 80% dos amputados (Foto: Agência Brasil)

Levantamento realizado pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP aponta que houve um aumento de 100% no número de amputados em consequência de acidentes de trânsito. O Instituto de Ortopedia e Traumatologia, que fica dentro do complexo hospitalar, registrou 26 casos de amputação em 2012, contra 13 em 2011.

Dos esmagamentos de membros, 80% são passíveis de reconstrução, 10% acabam por ser amputados imediatamente e os demais 10% sofrem a amputação durante a internação hospitalar. Segundo o ortopedista e coordenador do grupo de trauma do instituto, Kodi Kojima, a maioria destes casos acontece nos membros inferiores e 80% são causados por motos. “Durante a internação, esses pacientes passam em média por três procedimentos cirúrgicos, e nos dois anos subsequentes, 60% necessitam de reinternação e mais cirurgias”, diz Kodi. 

Para Kojima, alguns problemas anteriores podem influenciar nas amputações. “Esses indivíduos podem passar por um ou mais do que se chama os ‘4Ds’ do amputado: divorciado, deprimido, desempregado e desmoralizado”, explica. Mulheres, idosos, fumantes, e pessoas com doenças prévias podem ter maior probabilidade de apresentar complicações neste tipo de trauma. “Além dos impactos físicos e psicossociais causados, o custo de amputar um membro ao longo da vida pode chegar a R$ 500 mil, entre próteses, retornos médicos e reabilitação”, conclui o especialista.

Comentários

Comentários

São José dos Campos: MPL reclama de intervenções da GCM

A Rede Globo quer desvirtuar o Marco Civil