Home»REGIÃO»Capital»Bancada da Bala age: Conte Lopes quer proibir “baile funk”

Bancada da Bala age: Conte Lopes quer proibir “baile funk”

Vereador anuncia seu primeiro projeto de lei e causa polêmica

Por Igor Carvalho

Conte Lopes inicia seu mandato com medida proibitiva nas periferias (Foto: Facebook)

Na noite da última segunda-feira (04), o vereador Conte Lopes (PTB) anunciou seu primeiro Projeto de Lei, que “proíbe a utilização de vias públicas, praças, parques e jardins e demais logradouros públicos para realização de bailes funks, ou de quaisquer eventos musicais não autorizados”, diz o texto do documento.

Em sua página no Facebook, Lopes anunciou a medida: “Olá amigos, meu primeiro projeto de Lei na Câmara Municipal de São Paulo: ‘Acabar com baile funk em vias públicas’”. Foram mais de 4 mil compartilhamentos da mensagem do vereador, até o fechamento desta matéria, além de comentários contra frequentadores. “É isso ai (sic) chefe… com essa medida já vamos acabar um pouco com o tráfico e a prostituição infantil”, disse um dos seguidores do ex-militar.

Por outro lado, a proposta é bastante criticada. Para o rapper Pirata, do Fórum Hip-Hop, a medida é arbitrária e remete às funções policiais do vereador. “É uma continuação da operação delegada, eles perderam o espaço que tinham na gestão do Kassab. Isso que ele está propondo é pegar o espaço público e tornar privado. Querem inviabilizar uma série de coisas, agora vamos ter que ir negociar com eles, é isso que eles querem”, afirmou o ativista.

Também recém-eleito, o vereador Nabil Bonduki (PT) considerou “absurda” a ideia de Conte Lopes. “Eu sou contra esse projeto, espaço público tem que ser usado para atividades culturais. Se acontecer abusos, isso deve ser investigado, mas não vamos proibir a cidade aos cidadãos.” O petista acredita que, por trás da medida do ex-militar, há uma “tentativa de criminalizar as regiões pobres da cidade”. “Ele está querendo normatizar o comportamento dessas pessoas. Temos que fazer o oposto, valorizar o espaço público e terná-lo um lugar de manifestações culturais.” Bonduki afirmou que a nova gestão da cidade, do prefeito Fernando Haddad (PT), “não dialoga com essa medida”.

Natalino de Jesus, conhecido como Natal, é produtor de diversas atividades culturais nas ruas de Cidade Tiradentes, na zona leste da capital, como quermesses, shows de samba, e, entre elas, os bailes funks, sempre nas ruas do bairro. “Não temos espaços, querem que façamos aonde?”, pergunta. Inconformado, o produtor explicou que realiza os bailes desde 2008 e nunca teve problemas. “É sempre o mesmo preconceito contra a gente. Esse projeto vai nos prejudicar muito, todos os nossos eventos aqui são em vias públicas.”

Comentários

Comentários

Manifestação na Avenida Paulista pede acesso de doulas a salas de parto

Carnaval de rua surpreende e Prefeitura promete mais apoio em 2014