Home»REGIÃO»Capital»Funcionária entra em férias e agendamento de consultas online é suspenso, em SP

Funcionária entra em férias e agendamento de consultas online é suspenso, em SP

Nas unidades do Caps Jabaquara e Vila Mariana, pacientes só poderão marcar consultas em 2013

Por Igor Carvalho

Resposta automática de Ana Rosa, responsável pelo agendamento de consultas no site do SIGA

Usuários do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) da Vila Mariana e Jabaquara não conseguem agendar consultas pela internet, por meio do sistema Siga, da Prefeitura de São Paulo. Ao enviar a mensagem, o paciente recebe uma resposta automática de que a servidora Ana Rosa Cantinho Moreira, responsável pelo agendamento, está em férias.

A resposta diz: “Estou de férias até o dia 02/01/2013. Caso o seu email necessite de resposta, esta só poderá ser dada a partir desta data. O agendamento de consultas pelo Siga será feito a partir do meu retorno. Boas festas e Feliz 2013!!”

Organograma explica a função central do Siga

O projeto Siga, da prefeitura de São Paulo, é um Sistema de Informação Integrado, baseado no cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), 100% on line. Segundo a Secretaria Muncipal de Saúde (SMS), o sistema permite “agilidade no acesso da população aos serviços (consultas, exames e procedimentos).” Um organograma, no site da SMS, aponta o Siga como peça-chave de integração entre sistemas externos na gestão da saúde, em São Paulo.

A servidora Ana Rosa, que não foi substituída pela SMS durante suas férias, encaminhou um e-mail para o SPressoSP informando que para se agendar uma consulta o paciente deveria comparecer à unidade mais próxima de sua residência ou trabalho, contrariando a propaganda do Siga, no site da SMS.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria para saber se é normal o sistema parar quando um trabalhador sai de férias e não haver substituto. Até o fechamento desta matéria a SMS não havia se manifestado sobre o assunto.

Comentários

Comentários

Mano Brown pede o impechment de Alckmin na Assembleia Legislativa de São Paulo

Feira da USP vende livro com 50% de descontos