Home»REGIÃO»Capital»Corintianos lotam o aeroporto de Cumbica na despedida antes do Mundial

Corintianos lotam o aeroporto de Cumbica na despedida antes do Mundial

Segundo a PM, 15 mil torcedores estiveram no local para desejar boa sorte ao timão

Da Redação 

Corintianos lotaram o aeroporto de Cumbica no embarque do elenco para o Mundial de Clubes da FIFA (Foto: @mustafataha / Twitter)

Nesta segunda-feira, 3, Uma multidão de corintianos foi desejar boa sorte ao time alvinegro no embarque para o Mundial de Clubes da FIFA, disputado no Japão.

De acordo com estimativa da Polícia Militar, 15 mil torcedores lotaram o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. A despedida da torcida e elenco foi destaque até mesmo no site da FIFA. Porém, no final, houve uma confusão entre a PM e os torcedores. A Polícia Militar utilizou cassetetes e bombas de efeito moral para tirar os corintianos do saguão do aeroporto.

Grande parte dos torcedores foram até o aeroporto em ônibus fretados pelas torcidas organizadas do clube paulista. Alguns deles, arriscando a própria segurança, penduravam-se para fora ou então subiam no teto dos veículos.

Outra parte da torcida, cerca de 2 mil pessoas, concentrou-se em frente ao Centro de Treinamento Joaquim Grava, no Parque Ecológico, e acompanhou o ônibus do time até o aeroporto como uma espécie de procissão. O trajeto demorou aproximadamente 20 minutos.

Quando o ônibus chegou ao aeroporto de Cumbica, o veículo entrou por um portão lateral e parou junto a uma grade onde os torcedores estavam agrupados. Ao descer do veículo, os jogadores foram saldados pela torcida. Alguns deles fizeram questão de registrar a despedida com câmeras fotográficas e celulares.

Após a entrada do ônibus corintiano na pista do aeroporto, a torcida dirigiu-se ao saguão do aeroporto. Durante 20 minutos, o aeroporto lembrava em muito o Pacaembu. Os torcedores cantaram e espalharam faixas por todo o local. Apesar da maioria dos torcedores terem se manifestado pacificamente, alguns deles soltaram bombas e dispararam extintores de incêndio.

Alguns voos saíram com atraso por conte de alguns passageiros terem ficado presos no meio da multidão, sem conseguir fazer o check in e despachar a bagagem.  A festa corintiana em Cumbica só teve fim quando a Polícia Militar dispersou a torcida com bombas de efeito moral e golpes de cassetete.

Com informações do portal G1.

Comentários

Comentários

Movimentos querem que Haddad assuma a gestão direta da saúde

Prefeitura de SP utiliza apenas 43% da verba de obras contra enchentes