Home»Política»71% dos paulistanos não confiam em Alckmin no combate à violência

71% dos paulistanos não confiam em Alckmin no combate à violência

Crise na segurança pública derrubou a aprovação do governo estadual

Da Redação

3 em cada 4 paulistanos acreditam que o governo de Geraldo Alckmin esconde informações sobre os assassinatos ocorridos em São Paulo (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

O instituto Datafolha publicou neste domingo, 25, uma pesquisa que avalia a confiança dos paulistanos na Polícia Militar e no governador Geraldo Alckmin. O levantamento mostrou que a população não confia na Polícia Militar e em Alckmin no que se refere ao combate à crise de segurança pública.

Três em cada quatro paulistanos (71%) afirmaram acreditar que o governo estadual esconde informações sobre os assassinatos ocorridos nas últimas semanas. O levantamento apontou ainda que mais da metade da população (53%) sente mais medo do que confiança na Polícia Militar.

A pesquisa mostrou que o índice de paulistanos que consideram o governo estadual como ótimo ou bom caiu de 49% para 29%. O percentual daqueles que consideram a gestão Alckmin como ruim ou péssima subiu de 17% para 25%. Aqueles que avaliam o governo como regular representam 42% dos entrevistados.

Para 63% dos pesquisados, a atuação de Geraldo Alckmin na segurança é ruim ou péssima, percentual que supera o do ex-governador Cláudio Lembo, em 2006, quando São Paulo viveu uma onda de ataques criminosos contra as forças de segurança. Na época, 56% da população avaliava a atuação de Lembo na área como ruim ou péssima.

A pesquisa ainda perguntou para os entrevistados quem teria responsabilidade direta na crise de segurança pública que São Paulo está enfrentando. Geraldo Alckmin teria responsabilidade na crise para 55% dos entrevistados, mesmo percentual atribuído para o comando da Polícia Civil. O comando da Polícia Militar foi citado por 62%. Para 39% dos entrevistados, a presidenta Dilma Rousseff também tem responsabilidade direta na crise.

A pesquisa ainda demonstrou que 98% dos paulistanos conhecem a organização criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Com informações da Rede Brasil Atual.

Comentários

Comentários

Internos fogem da Fundação Casa de Ferraz de Vasconcelos

Secretário de Segurança Pública troca comando das polícias de São Paulo