Home»REGIÃO»Capital»Lula chama de “vergonha” o cancelamento dos principais debates em São Paulo

Lula chama de “vergonha” o cancelamento dos principais debates em São Paulo

Globo e Record cancelaram os debates que estavam previstos para esta semana

Da Redação  

Lula e Fernando Haddad durante mini-comício em São Matheus (Foto: Paulo Pinto / Campanha Fernando Haddad)

Durante um mini-comício do candidato petista Fernando Haddad, realizado nesta quarta (3), em São Matheus, o ex-presidente Lula classificou como “vergonha” o cancelamento dos debates da TV Globo e da TV Record. “É uma vergonha que a cidade mais importante do Brasil, a mais rica deste país, a que tem mais população, não tenha debate na TV”, discursou Lula.

O ex-presidente lembrou que em todas as campanhas que o PT estava na liderança das pesquisas, foram realizados debates. “Fernando Haddad é o único candidato que apresentou o programa de governo. E veja que engraçado: em todas as campanhas que o PT estava à frente das pesquisas, tinha debate na Globo e na Record. Agora não tem mais debate”, disse.

Por sua vez, Fernando Haddad afirmou que gostaria de debater propostas com Celso Russomanno. “Temos de nos encontrar para esclarecer as dúvidas. Ele não conhece o sistema de transporte de São Paulo. Não é por mal: ele não tem familiaridade com o assunto”, afirmou. “Estou sempre aberto a debater, sobretudo quando alguém está em dúvida, como ele. Está um pouco perdido, o que é natural para uma pessoa que está sem equipe”, completou Haddad.

Lula também lembrou que a TV Globo, em 2006, promoveu um debate mesmo sem a presença dele, o então líder das pesquisas de intenção de voto. “Quando fui candidato, em 2006, colocaram uma cadeira vazia porque não fui ao debate, estão lembrados? Agora que o Haddad está louco por um debatezinho na Globo, está doido por um debatezinho na Record, nenhuma delas está fazendo debate”, disse Lula.

Os dois principais debates televisivos na disputa pela prefeitura de São Paulo estavam previstos para acontecer nesta semana, que antecede o primeiro turno.

No caso do debate que iria ser promovido pela TV Record, programado para a última segunda-feira (1), o candidato Celso Russomanno (PRB), líder nas pesquisas, informou a emissora que não poderia comparecer devido ao nascimento da sua fillha. Já o candidato José Serra afirmou que não respondeu ao convite da Record por já ter sido informado da ausência de Russomanno. A TV Record informou que a ausência de dois dos principais candidatos prejudicaria a dinâmica do programa, que deixaria de cumprir a função de informar o eleitor e discutir democraticamente ideias para a cidade.

No debate realizado pela TV Globo, que deveria ser realizado na noite de hoje (4), a emissora optou pelo cancelamento depois que o candidato do PRTB, Levy Fidelix, obteve liminar que garantiu a presença dele e de Carlos Giannazi (PSOL) no encontro. A emissora justificou o cancelamento por considerar que “seis é o número máximo de participantes para a realização de um debate produtivo e, em São Paulo, não houve acordo entre os candidatos”.

Lula questionou a justificativa da TV Globo e defendeu a participação de candidatos menores nos debates eleitorais. “O pretexto é que tem partido nanico, mas ninguém neste país pode ser condenado por ser pequeno. As pessoas precisam de TV para ficarem grandes”, afirmou.

Com informações da Rede Brasil Atual. 

Comentários

Comentários

TV Fórum e PósTV fazem cobertura das eleições

Osasco: Votos de candidato tucano terão que aguardar decisão do TSE