Home»Política»Virada Cultural: Câmara Municipal aprova convocação de envolvidos no esquema

Virada Cultural: Câmara Municipal aprova convocação de envolvidos no esquema

O pedido de convocação foi realizado pelo  vereador Antônio Donato (PT) e não teve oposição dos membros da Comissão de Finanças

Por Mario Henrique de Oliveira

Em reunião da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de São Paulo realizada na manhã desta quarta-feira, 09/05, foi aprovado o requerimento do vereador Donato (PT) para a convocação dos envolvidos no suposto esquema de fraudes a licitações e de favorecimento a algumas empresas para a realização da Virada Cultural.

Envolvidos serão ouvidos na Câmara Muncipal (Foto: Fora do Eixo)
Envolvidos serão ouvidos na Câmara Muncipal (Foto: Fora do Eixo)

O pedido, que foi aprovado sem oposição entre os vereadores da Comissão, teve como base as reportagens publicadas pelo SPressoSP, em que V de Virada, denunciou em entrevista irregularidades nas contratações de empresas pela prefeitura para eventos culturais.

O requerimento solicita a convocação para prestar esclarecimentos de José Mauro Gnaspini, diretor de programação da Virada Cultural e assessor do secretário municipal de Cultura, Ricardo de Paula Eduardo e Luciano Bonilha Daoud, sócios na empresa Entre Produções, que seria a maior beneficiada do esquema e um convite para Edivania do Nascimento Sousa, suposta sócia da WilWill, outra empresa favorecida.

A próxima reunião da Comissão, na quarta-feira, dia 16/05, é a data marcada para os convocados comparecerem para prestar esclarecimentos. A convocação obriga a presença de todos. Caso faltem à reunião, uma nova convocação será feita. Se faltarem pela segunda vez, medidas legais podem ser tomadas.

O vereador Donato também informou que entre hoje e amanhã deve entrar com pedido de representação para o Ministério Público abrir uma investigação. Segundo sua assessoria o protocolo já está feito.

Comentários

Comentários

Serra e Kassab fizeram governos aspirinas, diz Haddad

Construção da Linha 6 (laranja) do Metrô desapropriará 406 imóveis